André Paste indica os gêneros populares brasileiros que você precisa conhecer

DJ-prodígio dos mash ups estreou como produtor neste mês com a track “OrKuT”. Lista para a Soma vai do gangsta brega ao lambadão pantaneiro

POR STEFANIE GASPAR
publicado em 06.07.2012 11:15  | última atualização 06.07.2012 11:50

André Paste, para nossa alegria POR Divulgação

A base de "212", da rapper revelação de 2012 Azealia Banks, começa a tocar. Mas em vez do “eu sou a resposta, estou pronta para dançar” entoado pela garota no começo do hit, a resposta se transforma em uma pergunta: “eu peguei o bombadão da academia. Além do peru pequeno, e aí: ele não sobe?”. A mistura é uma das manipulações sonoras de André Paste, que fez um mashup entre Azealia e uma das músicas do Gaiola das Popozudas.

Desde que começou a mexer com mashups, o garoto de Vitória já misturou Skrillex com funk carioca, Duck Sauce com MC Gus, Daft Punk com MC Colibri e trouxe a voz de Cid Moreira para o morro em uma mixtape que mistura de MC Robinho a Phoenix.

Aos 17 anos, André Paste conquistou a web com suas colagens e sobreposições surpreendentes entre artistas que aparentemente jamais poderiam dividir o mesmo espaço. Três anos depois de sua estreia na web, o garoto agora chega a 2012 com novas responsabilidades e sua primeira música inédita, “OrKuT”. A faixa é o primeiro lançamento oficial do selo digital da Avalanche Tropical.



“Fazer a ‘OrKuT’ foi bem diferente de tudo que eu fazia antes. Para fazer mashups, eu pegava um instrumental pronto e uma linha vocal e combinava as duas. Agora tive que criar tudo, programei cada detalhe da bateria, onde iria entrar o bumbo, a caixa... Apesar de usar um sample de Gaiola das Popozudas, por exemplo, eu reconstruí toda a linha vocal. Foi a produção menos pop que fiz também, não esperava que fosse rolar uma repercussão tão bacana”, contou ele em entrevista para a Soma.

Aproveitando o lançamento do single, pedimos para o jovem DJ e produtor escolher cinco ritmos populares escondidos do Brasil. Olha só a lista que ele preparou para a gente.

Gangsta Brega

“Gangsta Brega é o ritmo brasileiro que eu mais curto, o instrumental é uma mistura de brega com alguns elementos do funk carioca e do axé. As letras têm um pouco de funk, do brega e do hip-hop americano tirador de onda. 99% das músicas que eu ouvi de Gangsta Brega se resumem em diversão e putaria”.





Lambadão Pantaneiro

“Se a lambada é a dança proibida, o lambadão é o proibido elevado a decima potência. O lambadão é uma lambada frenética que foi criada pelos garimpeiros que saíram do Pará e foram procurar ouro no Mato Grosso. Só vendo pra entender”.



Congo Capixaba

“O congo daqui do Espírito Santo é um ritmo folclórico, as toadas normalmente falam dos santos padroeiros, do mar, de amor... Os instrumentos mais marcantes são o tambor (os caras que tocam tambor de congo normalmente têm um antebraço mais forte que a minha perna) e a casaca, que é uma especie de reco-reco com uma cabeça esculpida. Já ouvi lendas daqui que falam que a casaca representava os patrões dos escravos, então eles seguravam bem forte a casaca pelo "pescoço" e tocava nas "costelas" como se tivessem machucando”.



Stronda Music

"Começou no Rio de Janeiro com os Mc's Fox e Mãe usando beats de rap americano e rimando sobre festa e a quantidade de mulher que eles pegavam, usando várias gírias próprias. Depois disso, os caras mais novos começaram a fazer suas versões e o estilo estourou em todo o Brasil."



Eletro Funk

"É o maior sucesso dos sons automotivos e celulares. Tem Eletro Funk em todos os cantos do Brasil, do Sincrosone de Goiás até o DJ Cleber Mix de Curitiba, um dos maiores expoentes do ritmo (produziu os sucessos da Mc Mayara, Edi Lemond e Dz Mc's)"



tags:
 avalanche tropical, Azealia banks, andré paste, gaiola das popozudas, orkut, lambadão pantaneiro, gangsta brega, congo capixaba, stronda music, eletro funk

mais lidas

somacast




reviews

 

melhores soma

discos
faixas

Rob Mazurek Octet Skull Sessions

Julia Holter Ekstasis

The Thing & Neneh Cherry The Cherry Thing

 

Oyá . MetaL MetaL

livros & quadrinhos

Jake Adelstein Tóquio Proibida

Lourenço Mutarelli Quando Meu Pai Se Encontrou Com o ET Fazia Um Dia Quente

Marcello Quintanilha Almas Públicas

Vários Autores (org. Lucas Ribeiro) Transfer – Arte Urbana e Contemporânea

filmes
games

Pearl Jam . PJ 20 Cameron Crowe . Sony Music . 2011

Itamar Assumpção . Daquele Instante em Diante . 2011 Itamar Assumpção . Daquele Instante em Diante . 2011

Infinity Blade II Epic Games e Chair Entertainment . 2011

ICO and Shadow of the Colossus Collection Sony Computer Entertainment . 2011

mais reviews